18.8 C
Campo Grande
segunda-feira, 8 de agosto, 2022
- Publicidade -

Parques Nacionais encantam visitantes e protegem a biodiversidade do Brasil

Turismo em Parques Nacionais colabora com a economia e educação ambiental

Em 14 de Junho, o Brasil comemora o Dia dos Parques Nacionais, mesma data de criação do primeiro Parque Nacional, o Parque Nacional de Itatiaia, no Rio de Janeiro. A comemoração serve para chamar a atenção de um importante sistema utilizado para conservação da biodiversidade e de espaços naturais. 

O assunto é de interesse mundial. Em um recente documentário disponível na Netflix, com narração do ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. “Our Great National Parks”, ou “Os Parques Nacionais Mais Fascinantes do Mundo”, da  tradução para o português mostra exemplares de todos os continentes. Da Patagônia Chilena à Ilha de Madagascar, na África, as  imagens de tirar o fôlego mostram não apenas a exuberância, mas também a importância dessas áreas para a humanidade.

Ainda que a série não conte com a participação do Brasil, nessa primeira temporada, nossos 74 Parques Nacionais não ficam atrás e de norte a sul do país, encantam quem tem a curiosidade de conhecer esses locais singulares: “É um céu invertido”. Essa é a impressão que a psicóloga Letícia Alves teve na visita que fez ao Parque Nacional das Emas, em Chapadão do Céu, Goiás, junto com seu marido, Denis Hyde. Os dois ficaram deslumbrados com o fenômeno da bioluminescência. “As larvas dos vagalumes ficam nos cupinzeiros e vão acendendo, aos poucos. Parece uma cidade iluminada, um céu ao contrário, é maravilhoso”, descreve Letícia sobre a caminhada noturna que fez no Parque das Emas.

Embora os homenageados sejam os Parques Nacionais, a celebração de fato é para a categoria “Parque”, uma classificação da UICN (União Nacional para a Conservação da Natureza), que engloba também as versões estaduais e municipais. Independentemente da esfera pública de gestão, todos têm em comum a presença de paisagens deslumbrantes, biodiversidade rica e o objetivo de promover o turismo. 

Famosos Parques Nacionais

O primeiro Parque Nacional do Brasil, Itatiaia, foi criado há 85 anos, em 1937, na divisa do Rio de Janeiro com Minas Gerais, sugestão do botânico Alberto Löfgren, já com o objetivo de conservar para estimular a pesquisa científica e a garantia de lazer natural à população.

Em seguida, em 1939, foi a vez do Parque Nacional do Iguaçu, na fronteira do Paraná com a Argentina, abrigo das Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Maravilhas da Natureza e Sítio do Patrimônio Natural da Humanidade. O Instituto Semeia, uma organização sem fins lucrativos que busca a valorização de áreas protegidas e estimula o orgulho nacional brasileiro pelos parques, considera o Parque Nacional do Iguaçu um bom exemplo do turismo como uma importante ferramenta de conservação. Segundo a instituição, o parque recebeu mais de 2 milhões de turistas em 2018, no período de pré-pandemia, número três vezes maior que o de 1998, ano de concessão dos serviços de uso público do parque. Em 2022, com a realização do projeto da nova concessão, esse número deve crescer ainda mais: “Isso graças a uma série de iniciativas voltadas à conservação, mostrando que o aumento do ecoturismo e o ordenamento turístico podem ser importantes aliados nessa frente”, conta Fernando Pieroni, Presidente do Instituto Semeia.

No bioma Caatinga, no Piauí, o Parque Nacional da Serra da Capivara apresenta a história do Homo Sapiens em mais de 700 sítios arqueológicos preservados. A história dos brasileiros primitivos é contada pelas milhares de pinturas rupestres nas formações rochosas do parque, abertas ao público, mostrando que estas áreas são importantes não somente para a proteção da biodiversidade, mas também para que todos possam conhecer a história dos primeiros habitantes da região, seus hábitos e até espécies já extintas.

Parques Nacionais encantam visitantes e protegem a biodiversidade do Brasil
Parque Nacional do Iguaçu / Macuco Safari

Só Parques?

Embora a estrela do dia sejam os Parques, é importante ressaltar que o Brasil têm milhares de Unidades de Conservação abertas à visitação, como Refúgios de Vida Silvestre, Reserva Extrativista, Floresta, Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), Monumentos Naturais e Reservas de Desenvolvimento Sustentável e até mesmo as Áreas de Proteção Ambiental. 

Na APA do Jalapão, que fica ao lado do Parque Estadual do Jalapão, no Tocantins, visitantes passeiam pelas dunas e admiram o capim dourado. A supervisora da APA do Jalapão, Rejane Nunes, lembra que, além da beleza, “o Cerrado é a caixa d’água do Brasil, e qualidade do ar, dos solos, das fontes de água e de alimentos estão garantidos também pela proteção das Unidades de Conservação do bioma”.

Parques Nacionais encantam visitantes e protegem a biodiversidade do Brasil
Cataratas do Iguaçu / Zig Koch

Como conhecer um Parque?

Uma boa opção para as pessoas que ainda não tiveram nenhum ou pouco contato com essas áreas tão espetaculares é a realização da ação Um Dia No Parque, comemorado daqui a pouco mais de um mês, em  24 de julho. Pelo quinto ano, o evento conta com uma programação especial em centenas de Unidades de Conservação brasileiras, incluindo Parques Nacionais. 

Pela página da ação na internet, visitantes podem pesquisar a Unidade de Conservação mais próxima de casa em todo o país por meio de um mapa interativo e filtros. Também dá para ficar por dentro da programação de atividades nas redes sociais do Um Dia No Parque. Unidades de Conservação podem se inscrever até dia 3 de julho para participar e propor atividades na maior mobilização pelas áreas protegidas do país pelo formulário neste link

Sobre a Coalizão Pró-UCs 

A Coalizão Pró-Unidades de Conservação é um grupo de instituições que se propõe a congregar empresas e organizações da sociedade civil comprometidas com a valorização e a defesa das Unidades de Conservação da Natureza. Integram a Coalizão: Rede Pró UC – Rede Nacional Pró-Unidades de Conservação, Fundação SOS Mata Atlântica, Conservação Internacional – CI Brasil, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Imaflora – Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola, FUNBIO – Fundo Brasileiro para a Biodiversidade, Instituto Semeia, WWF-Brasil, The Nature Conservancy – TNC Brasil, Imazon – Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas e a UICN-Brasil – União Internacional para a Conservação da Natureza.

Comentários do Facebook

Confira também

- Publicidade -

AS MAIS LIDAS

- Publicidade -
- Publicidade -
Comentários do Facebook