23.2 C
Campo Grande
domingo, 5 de dezembro, 2021
- Publicidade -

Aumentar teto para pagar auxílio prejudicará os mais pobres, alertam economistas

Mais inflação e juros: elevar teto de gastos para pagar auxílio terá efeito bumerangue e prejudicará os mais pobresMARCOS CORRÊA/ PR

Algumas casas projetam juros acima de 10% em 2022 e o estouro da meta de inflação, além deste ano, também em 2022. Resultado: os mais pobres, que deveriam ser os beneficiados pela medida do governo, poderão acabar sendo os mais prejudicados, pois a inflação corrói o valor do dinheiro, especialmente da população alvo do auxílio prometido. E toda a economia sofre com altas nas taxas de juros, a única alternativa do Banco Central para tentar conter os aumentos de preços, ja elevados.

MARCELO NERI, ex-presidente do Ipea – “Eu acho que a gente talvez não esteja fazendo nem uma coisa econômica nem social. A gente está criando uma grande incerteza, que é ruim para todo mundo. Perdem as finanças públicas, a economia, perdem as pessoas, em particular os mais pobres. Então, eu acho que a gente não está numa boa agenda nem econômica nem social. O risco é de um efeito bumerangue. O dinheiro, que deveria ajudar, acaba perdendo valor por causa da inflação”.

Leia mais…

Fonte: IG

Comentários do Facebook

Confira também

- Publicidade -

AS MAIS LIDAS

- Publicidade -
- Publicidade -
Comentários do Facebook