31.5 C
Campo Grande
quarta-feira, 19 de janeiro, 2022
- Publicidade -

Sem Alario, Palmeiras volta a olhar o exterior para reforçar o ataque, mas tem prazo curto até o Mundial

Verdão precisa enviar a lista final para a competição no próximo dia 24 Central do Mercado: o que deu errado na tentativa do Palmeiras de contratar Alario
O Palmeiras teve de recomeçar na sexta-feira a busca pelo centroavante sonhado por Abel Ferreira, depois de o Bayer Leverkusen não aceitar negociar Lucas Alario.
Diante do fim das conversas com o clube alemão, o Verdão volta ao mercado agora com prazo curto para trazer o último reforço antes do Mundial de Clubes, já que a lista final do torneio tem de ser enviada até o dia 24 de janeiro.
Mais notícias do Palmeiras:
+ Entenda por que o negócio por Alario melou
+ Verdão fará dois jogos-treino neste sábado
Leila Pereira, presidente do Palmeiras, discursa com o diretor Anderson Barros e o gerente Cícero Souza ao fundo
Cesar Greco
A diretoria entende que já realizou a maioria dos pedidos de Abel nesta janela, em que contratou o goleiro Marcelo Lomba, o zagueiro Murilo, os volantes Jailson e Atuesta e o atacante Rafael Navarro. Resta um: o centroavante que chegaria para transformar o setor.
Alario era muito bem avaliado pela comissão técnica portuguesa e chegou a acertar as bases salariais com o Palmeiras, mas não houve acordo com o Leverkusen, apesar da insistência palmeirense.
Diante disso, a diretoria de futebol tem como alvo central o mercado de fora do Brasil, já que Yuri Alberto foi o principal nome avaliado dentro do país e não houve avanço com o Inter.
Jogadores como Agustin Álvarez, do Peñarol, e Valentín Castellanos, do New York City, dos Estados Unidos, são novamente discutidos no Verdão, mas ainda sem uma proposta.
Alvárez tem 20 anos e teve o interesse citado inicialmente pelo jornalista Bruno Andrade, enquanto Castellanos fez 23 e já é um alvo alviverde antigo.
Tem chance? Nome do uruguaio Agustín Álvarez é mais um na lista de centroavantes do Palmeiras
Embora ambos sejam do perfil que o Palmeiras mais gosta – jovens com potencial técnico e de revenda –, nos dois casos será necessário um investimento mais alto para tentar a contratação, e a presidente Leila Pereira já falou que os números na posição estão fora da realidade nacional.
Por enquanto, Abel tem à disposição: Deyverson, que possui contrato apenas até o meio do ano, o reforço Rafael Navarro, e Rony, que não é centroavante, mas atuou assim em boa parte do ano passado, já que Abel deseja um jogador para o setor desde o início de 2021.
+ Leia mais notícias sobre o Palmeiras

SEJA SÓCIO AVANTI

Fonte: Globo Esporte

Comentários do Facebook

Confira também

- Publicidade -

AS MAIS LIDAS

- Publicidade -
- Publicidade -
Comentários do Facebook