26.8 C
Campo Grande
terça-feira, 4 de outubro, 2022
- Publicidade -

CAMPO GRANDE RECEBE SELO DE CIDADE AMIGA DAS ÁRVORES

Foto: Diogo Gonçalves

A política de gestão e preservação do verde urbano garantiu a Campo Grande o reconhecimento pela Sociedade Brasileira de Arborização Urbana (SBAU) que conferiu a cidade o selo Cidade Amiga das Árvores. Nesta semana, a Capital está sediando o XXIV Congresso Brasileiro de Arborização Urbana, o III Congresso Iberoamericano de Arborização Urbana e o Congresso Brasileiro Mirim de Arborização Urbana, realizado pela SBAU com apoio da International Society of Arboriculture (ISA). A programação dos eventos seguem até sexta-feira (23).

CAMPO GRANDE RECEBE SELO DE CIDADE AMIGA DAS ÁRVORES

A prefeita Adriane Lopes participou do evento e da homenagem nessa segunda-feira, quando destacou as ações promovidas pela gestão na área da arborização. “A cidade tem legislação urbanística que busca um equilíbrio entre desenvolvimento e preservação ambiental e com o Plano Diretor contempla medidas de mitigação como o plantio de árvores em cada empreendimento conforme proporção da área construída, exigência de áreas mínimas de permeabilidade dos terrenos. Além disso, está em planejamento a implantação do centro operacional de arborização – a Central das Árvores que dará destino correto dos resíduos da poda das árvores”.

Ainda durante o evento foi realizada a entrega do Prêmio Arborito, homenagem concedida pela SBAU à pessoa pelo seu idealismo, contribuição e compromisso com o avanço da arborização e silvicultura urbana brasileira. Um dos agraciados foi o servidor municipal Antônio Andrade, que é um dos responsáveis pelos avanços da Gestão da Arboricultura de Campo Grande. Formado como técnico agrícola, ele atua à frente do gerenciamento operacional do Viveiro Municipal Flora do Cerrado, referência no Estado.

Para Luís Eduardo Costa, secretário Municipal de Meio e Gestão Urbana, é uma honra o município receber estes eventos e ter seus servidores reconhecidos. “Este é um encontro importante para discussões e aprendizado. A cidade de Campo Grande é reconhecida mundialmente pelos seus esforços na preservação ambiental e receber eventos desse porte só demonstra a importante representatividade da nossa capital na temática da Arborização Urbana. Bem como, o trabalho dos nossos servidores sendo homenageados”.

Sérgio Chaves, presidente da SBAU, destacou a dedicação à causa da arboricultura na região centro oeste e em Campo Grande, de maneira espeical. “O tema geral do congresso é a floresta urbana viva. A proposta é despertar atenção para a singularidade das florestas urbanas, geradoras de conexões entre homem e natureza. Este evento marca os trinta anos da SBAU. Campo Grande tornou-se conhecida pela qualidade do ambiente urbano concernente às áreas verdes, pela qualidade paisagística, sendo ponto decisivo na escolha para sediar os eventos. Além dos significativos investimentos nas boas práticas da Arborização Urbana”, salientou.

Mais homenageados

CAMPO GRANDE RECEBE SELO DE CIDADE AMIGA DAS ÁRVORES

Orsival Simões Júnior, administrador efetivo municipal está há quase 30 anos na Prefeitura dedicados à arboricultura. Atualmente é Gerente da Fiscalização de Arborização e Áreas Verdes da Semadur, onde atuou em diversos projetos como a elaboração do Plano Diretor de Arborização Urbana e do Guia de Arborização Urbana, e também está à frente da implementação do Centro Operacional de Arborização Urbana – Central da Árvore.

Quem também recebeu o reconhecimento foi Cleonice Zanella, primeira profissional a atuar como técnica em arborização urbana na Diretoria de Parques e Áreas Verdes. Engenheira agrônoma, ela foi responsável pela padronização técnica das avaliações de risco de árvores na cidade, modelo que até hoje funciona como base para as avaliações. Cleonice é referência para os técnicos que atuam no setor de arborização urbana da Prefeitura, para os arboristas da cidade, autônomos e na concessionária de energia elétrica.

Eliane Guaraldo, diretora regional Centro-Oeste na SBAU, apontou o empenho da organização dos eventos para a realização destes em Campo Grande. “Este congresso é uma prova, momento que discutiremos árvores e proteção, biodiversidade, indústria da arboricultura em sua cadeia produtiva, desenho e planejamento da floresta urbana, arquitetura de árvores e fitossanidade, pesquisa e inovação, educação para a biodiversidade, temas necessários e atuais”.

Paulo Roberto dos Santos, diretor técnico comercial da concessionária Energisa MS, uma das empresas patrocinadoras dos eventos, pontuou a importância do evento. “Temos orgulho de poder participar de um evento como esse em nosso estado, momento em que Campo Grande se apresenta e é reconhecida como uma das Tree Cities of the World. A importância dessa participação é o trabalho de conscientização, principalmente na hora da escolha das espécies que iremos plantar embaixo da nossa rede”.

A programação completa dos eventos até o dia 23 de setembro está disponível no site http://cbau.eco.br/

Comentários do Facebook

Confira também

- Publicidade -

AS MAIS LIDAS

- Publicidade -
- Publicidade -
Comentários do Facebook