21.8 C
Campo Grande
domingo, 4 de dezembro, 2022
- Publicidade -

Monitoramento e campanha de incentivo a vacinação são os destaques da reunião do Prosseguir

Em nova reunião do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança na Economia) os integrantes discutiram detalhes sobre o lançamento de uma campanha para incentivar a população a completar o ciclo vacinal, tomando as doses de reforço que faltam para se proteger contra covid-19. O grupo também vai continuar monitorando os indicadores de casos, mortes e internações em relação a doença.

A procuradora-geral do Estado, Ana Carolina Ali Garcia, que é presidente do Prosseguir, destacou que esta campanha terá como foco conscientizar a população sobre a necessidade de tomar a dose de reforço.

“A campanha foi um dos temas da reunião, onde cada um pode dar sua sugestão em relação a iniciativa. Nós queremos intensificar a vacinação e chamar a população para tomar as doses de reforço, além de trazer mais informações sobre a vacina. Junto com isto iremos continuar a monitorar os indicadores em relação a covid”.

O secretário de Saúde, Flávio Britto, ressaltou que a campanha será lançada em breve nos meios de comunicação e visa aumentar o índice vacinal da população sul-mato-grossense, que caiu principalmente em relação as doses de reforço. “Temos que lembrar a todos que a covid-19 não acabou e a vacina é o principal instrumento para que esta doença não seja letal”, descreveu.

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) também recomenda aos maiores de 60 anos e imunocomprometidos o uso de máscaras em locais fechados ou com aglomeração de pessoas.

O Prosseguir foi criado em junho de 2020, com o objetivo de estruturar um método baseado em dados, informações e indicadores capazes de nortear os diversos agentes da sociedade, principalmente os entes públicos, a tomarem suas decisões e para ações mais eficientes no combate a covid-19 e seu impacto na sociedade.

Com este planejamento, Mato Grosso do Sul foi referência nacional no tratamento e enfrentamento à doença, inclusive liderando o ranking nacional de vacinação por diversas vezes, além de ter uma logística de destaque, ao distribuir as vacinas em menos de 6 horas para os 79 municípios.

Leonardo Rocha, Subcom
Fotos: Bruno Rezende

Comentários do Facebook

Confira também

- Publicidade -

AS MAIS LIDAS

- Publicidade -
- Publicidade -